sábado, 26 de fevereiro de 2011

Metamorfoses 3 - Crianças de Deus


O mundo é habitado por bilhões de pessoas, pelo menos é assim contabilizado por alto, sem precisão milimétrica. Tanto pode haver a mais como a menos do que isso. Provavelmente há mais. E seriam muito mais não fosse pelos que morrem antes do tempo e pelos milhares de tantos outros que sequer têm a chance de iniciar a contagem de seu próprio tempo.

    Falamos em números humanos. Algo em torno de 7 bilhões. Nem é tanto assim, pois o planeta é grande e generoso o suficiente para prover todos. Mas o egoísmo e a ganância abocanham três-quartos dele.

    E, claro, humanos não são a única espécie. Mas é a única que ainda não aprendeu a co-viver com as outras.

    Todas as aves somam algo em torno de 500 bilhões de indivíduos em todo o globo. Quase cem vezes mais que os humanos. Nisso inclui a rolinha e o pardal que vivem em suas janelas ou no seu quintal, e nos pombos, que vivem nas ruas das cidades, e são criaturinhas incompreendidas e injustamente rebaixadas ao status de “ratos alados”. Porém, assim como os ratos, os pombos gostam de viver junto aos seres humanos que são, na verdade, seus mantenedores.

    Uma criatura pequena e frágil, inocente e indefesa, escrava do instinto e desconhecedora do livre arbítrio, deveria suscitar na espécie dominante, liberta do instinto e possuidora da razão e de escolhas, no mínimo compaixão e caridade, ajudando-a em sua transformação, pois ser humano não é estar no último patamar da escala evolutiva.

***

2 comentários:

Lilo disse...

Oie! Esse post sobre nós humanos ficou demais, concordo com tudo o que vc disse, sobre a nossa incapacidade de conviver em paz, sem tanto caos. E sim os animais que dizemos irracionais as vezes agem de modo mais humano do que nós mesmos.
E sobre o seu coments lá no Redenção... Literalmente dá pra escrever um livro com essa história de querer publicar... Ninguém facilita, mas não vou desistir. rsrs
Bjos e sucesso.
Lilo

Snake/// disse...

Plá, Lilo!
Obrigado pela visita e comentário!
É sim, animais e outros seres que não damos tanto valor têm muito mais a nos ensinar que muitos diplomados por aí.
Continue nessa força!
Bjus!